A PRÁXIS EDUCACIONAL NA APRENDIZAGEM ESCOLAR DOS ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

Cristiane Anita Furlanetto, Daniel Oliveira de Souza, Agenor Francisco de Carvalho

Resumo


O estudo verifica o desempenho de participantes em atividades extraclasses na Práxis Educacional na Aprendizagem Escolar de Estudantes com Deficiência Intelectual (DI) da Escola Estadual de Educação Especial Abnael Machado de Lima na Cidade Porto Velho-RO, em 2014. Tendo como amostra professores das atividades extraclasses de artes, massoterapia e mídias integradas e da Disciplina Curricular de Educação Física. O objetivo do estudo foi verificar o desenvolvimento dos estudantes DI através das práxis educacionais nas atividades extraclasses. Para fins de procedimentos metodológicos optou-se em utilizar a abordagem quantitativa, a amostra foi constituída de quatro professores que atuam com catorze estudantes DIs na faixa etária de 20 a 40 anos, os resultados foram coletados através de questionário no final do ano letivo. Percebe se que o DI necessita de estímulos específicos para realizar determinadas tarefas, o desenvolvimento do grupo foi considerado pelos professores bastante significativo em diversos aspectos e que em outros precisam melhorar. A contribuição das atividades de sala de aula foi importante para a evolução nas tarefas das atividades extraclasses. Conclui-se que o trabalho realizado pelas oficinas e pela Educação Física, juntamente com as de sala de aula, formam um conjunto de ações extremamente necessárias para o desenvolvimento do estudante com Deficiência Intelectiva.

 

The study verifies the performance of participants in extraclass activities in the Educational Practice in School Learning of Students with Intellectual Disabilities (ID) of the Abnael Machado de Lima State School of Special Education in Porto Velho-RO, in 2014. Taking as a sample teachers of the activities extraclass classes, massage therapy and integrated media and the Physical Education Curriculum. The objective of the study was to verify the development of ID students through educational practices in extracurricular activities. For the purpose of methodological procedures we chose to use the quantitative approach, the sample consisted of four teachers who work with fourteen students IDs aged 20 to 40 years, the results were collected through a questionnaire at the end of the school year. It is clear that ID needs specific stimuli to perform certain tasks. The development of the group was considered by the teachers to be very significant in several aspects and in others they need to improve. The contribution of classroom activities was important for the evolution of extraclass activity tasks. It is concluded that the work done by the workshops and Physical Education, together with those of the classroom, form a set of actions extremely necessary for the development of students with Intellectual Disabilities.


Texto completo:

PDF


Campus da Universidade Federal de Rondônia

Centro de Documentação e Estudos Avançados sobre Memória e Patrimônio de Rondônia - CDEAMPRO

BR 364, Km 9,5 - CEP: 78900-000 - Porto Velho - RO

E-mail: luciano_leal_lima@msn.com