EDUCAÇÃO INCLUSIVA: EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS

Daniel Oliveira de Souza, Cristiane Anita Furlanetto, Agenor Francisco de Carvalho

Resumo


A pesquisa levanta questionamentos sobre o perfil da escola e as dificuldades nas práticas da Educação Física Inclusiva. Objetivo: verificar o perfil da escola e da Educação Física através da gestão administrativa, coordenação pedagógica e a atuação efetiva do professor. Com questionário misto: a) gestão escolar; b) coordenação pedagógica e c) professores de Educação Física para levantar as principais dificuldades na efetivação das aulas. Metodologia da pesquisa é quantitativa, tendo no universo total de 113 escolas e com amostra corresponde a 32% deste. Os resultados encontrados foram: a) Os gestores afirmam não haver projetos para escolas e nem para capacitação para os funcionários; b) A coordenação pedagógica aponta insuficiência de salas de aula e de professores para atender a demanda e c) Os professores apontam que a falta de material apropriado tem sido a principal dificuldade para a efetivação das aulas práticas de Educação Física. E todos afirmam (gestores, supervisores e professores) que a falta de estrutura para a Acessibilidade tem sido a maior dificuldade para a inclusão. Conclui-se que a Educação Inclusiva está num processo evolutivo no geral, a maioria das escolas e os profissionais que nelas trabalham reivindicam melhorias de condições em todos os setores, a formação e capacitação profissional devem ser observadas com maior atenção, nem só de professores que atuam diretamente com os estudantes na sala de aula, quadra, biblioteca, mas também os demais funcionários que fazem parte do dia-a-dia escolar do deficiente.

 

The research raises questions about the school profile and the difficulties in the practices of Inclusive Physical Education. Objective: to verify the profile of the school and Physical Education through administrative management, pedagogical coordination and the effective performance of the teacher. With mixed questionnaire: a) school management; b) pedagogical coordination and c) Physical Education teachers to raise the main difficulties in the realization of the classes. Research methodology is quantitative, having in the total universe of 113 schools and with sample corresponds to 32% of this. The results found were: a) The managers affirm that there are no projects for schools or for training for employees; b) The pedagogical coordination points out the insufficiency of classrooms and teachers to meet the demand and c) The teachers point out that the lack of appropriate material has been the main difficulty for the implementation of the practical classes of Physical Education. And all state (managers, supervisors and teachers) that the lack of structure for accessibility has been the biggest difficulty for inclusion. It is concluded that Inclusive Education is in an evolutionary process in general, most of the schools and the professionals who work in them claim improvement of conditions in all sectors, the formation and professional qualification should be observed with greater attention, not only of teachers who They work directly with the students in the classroom, the court, the library, but also the other employees who are part of the disability's daily school life.


Texto completo:

PDF


Campus da Universidade Federal de Rondônia

Centro de Documentação e Estudos Avançados sobre Memória e Patrimônio de Rondônia - CDEAMPRO

BR 364, Km 9,5 - CEP: 78900-000 - Porto Velho - RO

E-mail: luciano_leal_lima@msn.com