Regeneração natural de espécies comerciais em uma área antropizada na Floresta Estacional Decidual, RS

Anna Paula Lora Zimmermann, Noé Ananias dos Santos Hofiço, Frederico Dimas Fleig

Resumo


As áreas remanescentes da floresta estacional decidual, por sua localização e função ecológica devem ser preservadas e recuperadas. Para isto, é necessário obter informações sobre a estrutura destas florestas. Objetivou-se estudar a regeneração natural de espécies comerciais em uma área antropizada em ambientes de Floresta Estacional Decidual, no município de Silveira Martins, RS. Utilizou-se amostragem censitária para espécies Parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan, Cabralea canjerana (Vell.) Mart., Cedrela fissilis Vell., Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong e Cordia americana (L.) Gottshling & J.E.Mill., em 0,36 ha. A regeneração foi classificada por classes de altura: Classe I (< 100 cm), Classe II (100 a 200 cm) e Classe III (201 a 300 cm). A densidade do estrato regenerante para as espécies consideradas foi de 1306 ind.ha-1. Parapiptadenia rigida foi a espécie predominante e com maior número de indivíduos por classe de altura. As espécies na área amostrada na comunidade em questão apresentaram os padrões de dispersão agregado e uniforme. O estudo contribui para o entendimento da dinâmica do processo de regeneração natural das espécies na Floresta Estacional Decidual. 


Texto completo:

PDF


Contador de Acessos/ Access Counter


Mapa de Acessos/ Access Map