A ATIVIDADE PSICOPEDAGÓGICA EM ORGANIZAÇÕES NÃO-GOVERNAMENTAIS

Rafael da Silveira

Resumo


RESUMO: O presente artigo tem por objetivo de estudo analisar a atividade psicopedagogógica em Organizações Não-Governamentais, a fim de buscar a compreensão sobre seu papel no contexto educacional não-formal de aprendizagem, sem perder de vista o seu compromisso ético frente seu objeto de trabalho, que é intervir de forma pedagógica com alunos que apresentam dificuldades, problemas ou distúrbios globais de desenvolvimento para aprender. O recorte da temática é enfatizar a atuação do psicopedagogo no resgate da cidadania dos sujeitos em situação de vulnerabilidade sociocultural, numa comunidade pouco assistida pelas políticas governamentais, numa pesquisa de campo realizada na cidade de Caruaru, estado de Pernambuco, no ano de 2018, entre os meses de junho a novembro, sob análise qualitativa de dados com questionários semiestruturados entregues para quarenta famílias, na instituição Estrela do Mar (nome fictício). O profissional de Psicopedagogia realiza nesses espaços-tempos educacionais a assessoria com foco na inclusão desses sujeitos em dificuldades de aprendizagem, neste sentido é possível reconhecer a validade de sua atuação através das avaliações, do diagnóstico e das intervenções que ocorrem com planejamento prévio das atividades nesses espaços educativos não-formais como forma de garantir o direito da criança aprender. Dos quarenta formulários entregues para as famílias, houve devolutiva de trinta e cinco no prazo estabelecido, sobre os resultados da pesquisa foram destacados pelos participantes a necessidade de melhorias na qualidade de ensino escolar nos contextos formais de educação, assim como a dificuldade da escola gerir processos educacionais mais inclusivos para crianças que apresentam algum tipo de necessidade especial, com destaque para a necessidade de profissionais habilitados, percebe-se a necessidade da atuação do psicopedagogo nesses espaços alternativos de educação não-formal, como forma de garantir o direito à aprendizagem do aprendente.

 

Palavras-chave: Psicopedagogia institucional. Assessoria psicopedagógica. Educação inclusiva. Educação não-formal.

 

THE ACTIVITY PSYCHOPEDAGOGIC IN NON-GOVERNMENTAL ORGANIZATIONS

 ABSTRACT: This article aims to analyze psychopedagogic activity in Non-Governmental Organizations, in order to search understanding about their role in the context non-formal of learning, without losing sight your ethical commitment front your work object, that is to intervene pedagogically with students who have shown difficulties, problems or global disturbances in development to learn. The fragment of theme is emphasize the performanceof psychopedagogists at the citizenship rescue of subjects in situation of sociocultural vulnerability, into a community little attended by government policies, in a psychic field trip held in the city of Caruaru, state of Pernambuco, in the year of 2018, between the months of June and November, under qualitative analysis with questionnaires semi-structured delivered for forty families, at institutional Starfish (fictitious name). The Psychopedagogy professional performs in these educational space-times the advice focusing on inclusion of these subjects in learning difficulties, in this sense it is possible to recognize the validity of its performance through the evaluation, of diagnosis and interventions that occur with prior planning of activities in this non-formal education spaces as a way of ensuring the right of child learn. Of the forty forms delivered to families, there was devolutive than thirty-five within the time limit set, on the research results were highlighted by the participants the need for improvement in quality of education in form contexts of education, as well as the difficulty from school to manage education processes more inclusive for infants suffering some kind of special need, with emphasis the need for qualified professionals, you can tell the necessity the  performance of psychopedagogists in these alternative spaces of non-formal learning, as a way of ensuring the right the learning of learner. Keywords: Institutional psychopedagogy. Psychopedagogic advice. Inclusive education. Non-formal education.

Palavras-chave


Psicopedagogia institucional. Assessoria psicopedagógica. Educação inclusiva. Educação não-formal.

Texto completo:

PDF


Avaliação Qualis 2019 B3. ISSN ONLINE 2237-5406
Indexado em: