Stuart Mill, o Utilitarismo e um problema fundamental

Paulo Fernando Rocha Antunes

Resumo


O artigo que aqui se apresenta revisita as principais teses do Utilitarismo em escopo ético, tomando-as sucinta e genericamente, na esteira de John Stuart Mill. O presente tentame, mediante a exposição da teoria e a confrontação com algumas das suas principais críticas, procura compreender um problema fundamental que a parece permear. A escolha recai sobre Stuart Mill, como autor privilegiado para trazer à liça os principais traços de uma doutrina utilitarista, uma vez que coube a si a virtude de expor laconicamente no seu afamado texto – Utilitarianism (1861) – aquilo de que a doutrina trata. A escolha também recai sobre o pensador inglês uma vez que o Utilitarismo, principalmente na sua esteira e apesar das críticas que lhe foram e têm sido desferidas, continua a suscitar enorme atração entre aqueles autores que trabalham a possibilidade de uma ética, mesmo quando se afastam sobejamente daquele.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.