FENOMENOLOGIA E PESQUISA EM EDUCAÇÃO: O CASO DA ESTÉTICA DA SENSIBILIDADE NA FORMAÇÃO DOCENTE

Gidalti Guedes da Silva, Maria do Carmo dos Santos

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar os conceitos elementares do método fenomenológico, enquanto referencial teórico-metodológico da pesquisa com tema A estética da sensibilidade como princípio educacional na formação docente. Primeiramente, o interesse pelo tema é justificado, e fica estabelecida a relação entre o objeto e o método proposto, uma vez que o pensar a estética da sensibilidade como princípio educacional pressupõe o humano como fenômeno complexo, observado na sua integralidade, e parte do reconhecimento de uma dimensão estética do ser humano como elemento relevante na formação do sujeito e nos processos educativos que ocorrem no espaço da escola. A seguir, a Fenomenologia é apresentada como teoria do conhecimento, o qual se firma nos processos intencionais da consciência, numa relação indissociável entre sujeito e objeto, evidenciando a questão da subjetividade na pesquisa científica. A ontologia existencial de Martin Heidegger demonstra como estas estruturas a priori do sujeito são elementos que se constituem na sua própria existência no mundo (Dasein).

Texto completo:

PDF