FARINHA DE OSSOS CALCINADA NA PRODUÇÃO DE CAPIM TIFTON

Tiago Gyovani M. Balbino, Felipe Reinicke, Karina Modes, Idelfonso L. Bezerra, Jairo Rafael Machado Dias, Elvino Ferreira

Resumo


O presente trabalho teve por objetivo avaliar o efeito de duas fontes de fosfato (farinha de ossos calcinada e superfosfato simples) na produção de matéria seca de tifton (Cynodondactilon L.). O experimento foi realizado de junho a outubro de 2011, na área experimental da UNIR no município de Rolim de Moura-RO. Os ensaios foram realizados em baldes com 10 kg de solo. Os tratamentos consistiram na adição de doses crescentes de P2O5 (0, 100, 200 e 300 kg.ha-1) parceladas com adubações nitrogenadas (20 kg.ha-1) a cada corte (30 dias), havendo ainda a testemunha (somente N) e a testemunha absoluta (sem N e sem P). Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições. Da variável analisada, produção de matéria seca (g.m-2) obteve se diferentes níveis de produção em relação aos tempos de corte a aos tratamentos estudados. Pela ocorrência de diversos problemas durante o período experimental não foi possível ser verificado contrastes significativos que indicassem diferenças entre o uso do superfosfato simples e a farinha de ossos calcinada. Para o estudo de ajustes de regressão obteve-se comportamentos satisfatórios ou não, quando se observa o quarto corte. Outros estudos devem ser conduzidos para se estudar a farinha de ossos calcinada no sentido de ser indicado fontes alternativas de fosfato a serem empregadas nos cultivos agrícolas.

Texto completo:

PDF


Contador de Acessos/ Access Counter


Mapa de Acessos/ Access Map