ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM LATOSSOLO SUBMETIDO À TECNOLOGIA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA

Caio Vilela Cruz, Edilaíne Istéfane R. Traspadini, Everton Oliveira Vieira, Jairo Rafael Machado Dias, Adjalma Campos França Neto, Elvino Ferreira

Resumo


Objetivou-se neste trabalho a avaliação de atributos químicos de um Latossolo, no qual foi testada a associação entre duas variedades de milho, COODETEC 393 e AG 1051 associado com duas forrageiras, Brachiaria brizantha vc Piatã e o Tifton (Cynodom dactilon), simulando a recuperação de áreas degradadas pela tecnologia de integração lavoura pecuária (ILP). Utilizou-se o delineamento de blocos ao acaso com quatro repetições em esquema fatorial (2x2+3), constando da combinação entre as variedades de milho e as forrageiras e as respectivas testemunhas em monocultura e absoluta. Das variáveis analisadas obteve-se que para matéria orgânica foi verificado aumentos significativos entre o tratamento testemunha (0,05 g.kg-1) em relação aos demais (28,50; 26,90 e 28,20 g.kg-1 para integração, piatã e tifton em monocultura, respectivamente). O mesmo ocorreu para os valores de pH (4,10 vs 5,67 ± 0,15), e V% (3,15 vs 30,43 ± 8,91) comparando o testemunha aos demais tratamentos, respectivamente. Os maiores níveis de K (64,6 mg.kg-1) e de Ca+Mg (1,87 cmolc.dm-3) no solo ocorreu com o tifton em monocultura devido a falta de crescimento da gramínea pelo estresse hídrico. As ações da tecnologia ILP, resultaram em elevação nos atributos químicos do solo, gerando ambiente favorável ao desenvolvimento das culturas.

Texto completo:

PDF


Contador de Acessos/ Access Counter


Mapa de Acessos/ Access Map