LEVANTAMENTO FITOSSOCIOLÓGICO DE ESPÉCIES NATIVAS COM POTENCIAL PRODUTIVO DE FITOTERÁPICOS NA ZONA DA MATA RONDONIENSE

Dalvan Possimoser, Andre Gusmão de Jesus, Sylviane Beck Ribeiro, Wanderson Cleiton Schmidt Cavelheiro, Wesley da Cunha Alves

Resumo


A sustentabilidade ambiental Amazônica está sendo realizada através do uso dos produtos que a floresta pode oferecer por ser a maior floresta tropical do planeta. Um dos recursos que se destacam nas atividades sustentáveis são as plantas fitoterápicas por elas proporcionarem uma gama de produtos que podem constituir a base de um modelo sustentável. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento fitossociológico das espécies nativas com potencial produtivo de fitoterápicos na Zona da Mata Rondoniense. As atividades consistiram de um levantamento etnbotânico na Linha 188 com 30 moradores através da aplicação de um questionário semiestruturado, demarcação de duas parcelas permanentes de 50m x 100m no município de Rolim de Moura, levantamento em campo do número da árvore, CAP (≥ 20 cm) e nome vernáculo, e obtenção dos parâmetros fitossociológicos Densidade, Frequência, Dominância, Valor de Importância e de Cobertura, e Índice de Shannon. Das 67 espécies vegetais encontradas no levantamento fitossociológico, 22 possuem propriedades medicinais sendo que destas, quatro foram citadas pelos moradores (Copaifera langsdorffii, Hymenaea courbaril, Cecropia hololeuca e Jacaranda copaia). Esta pesquisa pode contribuir para um desenvolvimento sustentável na região, gerando renda extra às populações locais através colheita, industrialização e comércio dos produtos florestais.

Texto completo:

PDF


Contador de Acessos/ Access Counter


Mapa de Acessos/ Access Map