Avaliação do perfil microbiológico do peixe Pseudoplatystoma corruscans e Colossoma macropomum (pintado e tambaqui), comercializado no município de Rolim de Moura, tendo em foco a saúde pública

Dulce Helena Camila Reis

Resumo


A piscicultura é o cultivo de peixes que surgiu na China há 4 mil anos atrás e se desenvolveu em Rondônia a partir de 1980. Cada vez mais o peixe é procurado por suas propriedades nutricionais, o que não o isenta de ser um transmissor de doenças e patógenos, como: Staphylococcus coagulase positiva, Escherichia coli, Salmonella spp., Costridium perfringens e Listeria monocytogenes. A legislação sanitária impõe limites à presença destes microrganismos, com isso, a analise microbiológica em alimentos é bastante utilizada. A avaliação microbiológica em alimentos é usada na avaliação retrospectiva da qualidade microbiológica ou para analisar a “segurança” presumível dos alimentos. O trabalho teve como objetivo analisar o perfil microbiológico do pescado comercializado em Rolim de Moura, visando a saúde coletiva. As amostras de peixes foram obtidas dos principais pontos de comercialização de pescado da cidade e analisadas no Laboratório de microbiologia da Universidade Federal de Rondônia, por meio de métodos recomendados pela Americam Public Health Association (APHA), descritos no Compendium of Methods for the Mirobiological Examination of Foods. A análise foi feita por estatística descritiva. Conclui-se que o pescado oferecido no comercio do município de Rolim de Moura não demonstraram resultados satisfatórios para o consumo humano representando um risco para saúde pública. O que se deva à elevada contagem bacteriana e presença de unidades formadoras de colônias fora dos padrões requeridos pela ANVISA. 


Texto completo:

PDF


Contador de Acessos/ Access Counter


Mapa de Acessos/ Access Map