CONCLUSÕES DE TRABALHOS CIENTÍFICOS SOBRE O SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL – SPED

Jean Marcos Silva, Jeferson Andrade de Freitas Freitas, Elizeu Rodrigues Tomaz, Rocheliel Paulino Albuquerque

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar as principais conclusões dos trabalhos científicos produzidos sobre o Sistema Público de Escrituração Digital – SPED, com o intuito de identificar possíveis vieses e lacunas de pesquisa. Foram selecionados e analisados 67 trabalhos científicos, publicados entre o período de 2007 a 2016. A metodologia aplicada foi o método de revisão bibliográfica integrativa. A base de dados consultada foi o Google Acadêmico. Os dados foram distribuídos em cinco categorias de análise, com o aporte do software Atlas ti. versão 6: Aspectos Tecnológicos, Qualificações, Perspectivas, Resultados da Implementação e Impactos na Profissão Contábil. Os resultados evidenciaram os benefícios que os sistemas de informação trouxeram para o profissional contábil. Verificou-se ainda as características e desafios do SPED, bem como os obstáculos que empreendedores, governo e profissionais da contabilidade tiveram com a implementação do SPED. Conclui-se que o estado da arte sobre o SPED abrange assuntos relacionados à redução de papel a partir da implantação do Sistema, à implementação de capacitação para adequação de recursos humanos para atuarem na contabilidade, bem como à disponibilização de tempo livre em função da instalação de recursos tecnológicos. Além disto, conclui-se que os trabalhos estudados apontam que o Sistema contribuiu para o fortalecimento institucional do Brasil por propiciar fiscalização dos contribuintes com o auxílio tecnológico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18361/2176-8366/rara.v10n1p35-58

INDEXADORES

 

Logo DIADORIM
Este Periódico possui Licença Creative Commons CC BY-NC-ND 4.0

 

contador grátis