EXPORTAÇÕES AGRÍCOLAS EM ALAGOAS E NO RIO GRANDE DO NORTE E O CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO

Érica Priscilla Carvalho de Lima, William Gledson e Silva

Resumo


O objetivo do presente artigo foi analisar a relação das taxas de câmbio e de juros sobre a pauta de exportação dos produtos agrícolas mais significativos nos estados de Alagoas e do Rio Grande do Norte, para o período de 2003 a 2014. Os dados sinalizam uma elevada dependência da economia regional em torno dos produtos agrícolas, corroborando um quadro preocupante no que diz respeito à uma estrutura basicamente caracterizada por produtos de baixo valor agregado e altamente vulnerável aos condicionantes externos. Os principais resultados mostraram que as taxas de câmbio e de juros são deveras importantes para explicar a performance das exportações dos estados analisados, embora apresentem diferentes efeitos quando analisados isoladamente. Em 2009, os dois estados reduziram as exportações, reflexo da maior taxa de juros e da desvalorização cambial do período.  


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18361/2176-8366/rara.v9n4p67-82

INDEXADORES

 

Logo DIADORIM
Este Periódico possui Licença Creative Commons CC BY-NC-ND 4.0

 

contador grátis