FATORES INFLUENTES NA TOMADA DE DECISÃO DE COMPRA DE INGRESSOS PELO E-CONSUMIDOR

Sonia Trigueiro de Almeida, Maria Valeria Pereira de Araujo, Jose Stephany da Cruz

Resumo


Dentro do negócio eletrônico há o chamado comércio eletrônico, que consiste na venda através do uso da internet, prática que vem crescendo de forma exponencial no mundo inteiro, visto sua eficiência e eficácia. Atribui-se ao comércio eletrônico toda transação comercial que ocorra através do uso da tecnologia da informação envolvendo o intercâmbio de bens físicos e não tangíveis. Defini-se como sendo a compra e a venda de informações, produtos e serviços, através de redes de computadores. Uma das grandes vantagens do comércio eletrônico é a total disponibilidade para os consumidores, ou seja, 24 horas por dia, o que possibilita um melhor aproveitamento do tempo e proporciona maior comodidade ao cliente. O fato de o cliente não poder tocar, experimentar ou sentir o produto certamente é uma das grandes desvantagens desse tipo de comércio. Um comércio eletrônico reconhece na Tecnologia da Informação (TI) um condutor fundamental para o sucesso. A TI é viabilizadora de criação de produtos de demanda crescente. Seu caráter estratégico ultrapassa, dessa forma, o limite determinado pelas questões internas e alcança diretamente expectativas do mercado consumidor, o que aprofunda a necessidade do uso da tecnologia da informação razoavelmente utilizada. O presente trabalho pretende  verificar o processo decisório de compra de ingressos para eventos pelos usuários do comércio eletrônico. Trata-se de uma pesquisa exploratória descritiva e quantitativa na qual os dados foram obtidos através por meio de um questionário estruturado, na plataforma na internet o Google Drive. A população estudada foram os alunos do curso de graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, constituindo-se assim uma amostra probabilista simples. De acordo com o modelo de comportamento do consumidor de Bamossy e Semenik existem seis etapas no processo de tomada de decisão. O comportamento do e-consumidor neste texto, mostrou-se entre outras coisas, está em conformidade com o referido modelo. Os resultados mostram entre outras coisas, que o e-consumidor  ao comprar ingressos pela internet, tem preocupação com o contexto em que está inserido. Percebe-se claramente a influência que os amigos exercem sobre o consumidor, sendo, por vezes, bastante decisivo na hora da realização da compra. Estando assim, coerente com a teoria de comportamento de consumidor, quando autores renomados afirmam que o consumidor é um ser social, que vive em grupos e que buscará comprar e consumir produtos e serviços que agradarão aos grupos aos quais pertencem. Os e-consumidores, apresentam tendência de compra no mesmo conjunto de lojas. Os autores  Bamossy e Seenik (1995), já haviam afirmado que boa parte dos entrevistados só compravam ingressos para eventos em lojas virtuais conhecidas. Sendo esta uma característica de consumo quase consensual entre os demais autores da área. Quarenta por cento dos consumidores entrevistados concordam que o serviço de entrega, bem como o preço do site, influenciam suas decisões de compra. Pode-se dizer também que o e-consumidor tem como fator preponderante no processo de decisão de compra pela internet dois motivos: a praticidade e a comodidade desta aquisição. E ainda, que a tomada de decisão de compra do e-consumidor se parece à tomada de decisão do consumidor de lojas físicas, ou seja, é feita na loja on-line.

 


Palavras-chave


Comportamento do Consumidor. Tomada de Decisão de Compra. Comércio Eletrônico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18361/2176-8366/rara.v8n1p%25p

INDEXADORES

 

Logo DIADORIM
Este Periódico possui Licença Creative Commons CC BY-NC-ND 4.0

 

contador grátis