Levantamento etnobotânico de plantas medicinais utilizadas na cidade de Vilhena, Rondônia / Ethnobotanical survey of medicinal plants used in the city of Vilhena, Rondônia

Renato Abreu Lima, Sandra Aparecida Magalhães, Maurício Reginaldo Alves dos Santos

Resumo


Este trabalho teve como objetivo fazer o levantamento etnobotânico de plantas medicinais no Município de Vilhena-RO. Foram aplicados questionários estruturados a 99 moradores, identificando-se as plantas utilizadas, a finalidade terapêutica, os órgãos vegetais e a forma de preparo dos fitoterápicos. Além disso, identificou-se também a forma de aquisição dos conhecimentos acerca das plantas e o grau de escolaridade dos entrevistados. Identificou-se 42 espécies de plantas medicinais, distribuídas em 22 famílias botânicas, com maior representatividade para a família Lamiaceae. As plantas mais citadas foram: boldo (Peumus boldus M.), hortelã (Mentha pullegium L.), erva-cidreira (Lippia alba (Mill.) NE Brown), poejo (Mentha pulegium L.), erva doce (Pimpinella anisum L.), alecrim (Rosmarinus officinalis L.), capim santo (Cymbopogon citratus D.C.), laranja (Citrus sinensis (L.) O.) e babosa (Aloe vera (L.) Burn. F). As partes mais utilizadas foram as folhas; sendo o fervimento o modo de preparo mais usual. As doenças mais citadas foram gripe, dores estomacais e calmantes. Diversas pesquisas sobre a utilização de plantas em tratamento terapêuticos têm sido realizadas. Entretanto, ainda há muito a se conhecer sobre o uso terapêutico, eficácia e segurança comprovada dos produtos derivados de plantas. O estudo das plantas medicinais é de grande relevância, tendo em vista a utilização das substâncias ativas no preparo de novos fármacos.


Palavras-chave: Medicina natural. Amazônia. Lamiaceae.


ABSTRACT: In this study we aim at making ethnobotanical survey of medicinal plants in the city of Vilhena, RO. Structured questionnaires were applied to 99 residents, identifying the plants used, the therapeutic purpose, the plant organs and how to prepare the herbal drugs. In addition, we identified also the way of acquiring knowledge about the plants and the level of education of respondents. We identified 42 species of medicinal plants distributed in 22 botanical families, with greater representation for the family Lamiaceae. The plants most frequently mentioned were: Boldo (Peumus boldus M.), peppermint (Mentha pullegium L.), lemon grass (Lippia alba (Mill.) NE Brown), pennyroyal (Mentha pulegium L.), anise (Pimpinella anisum L .), rosemary (Rosmarinus officinalis L.), holy grass (Cymbopogon citratus DC), orange (Citrus sinensis (L.) O.) and aloe (Aloe vera (L.) Burn. F). The parts used were leaves, even boiling being the most usual method of preparation. The diseases most frequently mentioned were the flu, stomach aches and calming. Several studies on the use of therapeutic treatment plants have been carried out. However, there is still much to learn about the therapeutic use, proven efficacy and safety of products derived from plants. The study of medicinal plants is of great importance in view of the use of active substances in the preparation of new drugs.

Keywords: Natural Medicine. Amazon. Lamiaceae.

Texto completo:

PDF


Revista da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa  (PROPESQ/UNIR)

www.propesq.unir.br