Marcadores de transição entre tradição oral e tradição escrita em narrativas orais / Markers of transition between oral and written traditions through oral narratives

Renato Wanderley Menghi, Valdir Vegini

Resumo


As narrativas, em geral, são elementos significativos da memória coletiva e unidades constituintes das redes de conhecimentos que fornecem sentidos, coesão e coerência à identidade social de um grupo. Elas são mídias portadoras de experiências e se manifestam por meio da tradição oral, que é alimentada pela troca verbal de informações: “fala-se da boca para o ouvido diretamente”; ou por meio da tradição escrita, que é alimentada por documentos que pressupõem a ideia de permanência de dados com suporte midiático adequado e que exigem a capacidade de leitura do código utilizado. As narrativas sobre a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré expressam a tradição cultural do povo portovelhense e se manifestam por meio da tradição oral e da tradição escrita. Neste artigo, a partir de narrativas sobre a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré contadas por dois informantes, procura-se definir mecanismos de distinção para os fenômenos de transição de perspectivas que ocorrem nas narrações: ora da tradição oral para a tradição escrita, ora da tradição escrita para a oral. Por meio de análises que levam em conta elementos fundamentais dessas tradições são apontados marcadores capazes de evidenciarem quando as transições ocorrem, os sentidos de suas ocorrências e como se evidenciam as tendências dos narradores para uma ou outra tradição.

Palavras-chave: Narrativas orais. Tradição oral. Tradição escrita. Marcadores de transição. Memória coletiva.  

ABSTRACT: In general, narratives are significant elements of collective memory and the constituent units of knowledge networks that provide directions, cohesion and coherence to the social identity of a group. They are a kind of media that transport experiences and manifest themselves through oral tradition, which is powered by the verbal exchange of information: “speaking from the mouth to the ear directly” or through the written tradition, which is fed by documents that presuppose the idea of ​​permanent supported data media, requiring an appropriate materiality and readability of the code used. The narratives on the Madeira-Mamore Railway express the cultural tradition of the people of Porto Velho and are manifested through oral and written tradition. In this article, from narratives about the Madeira-Mamore Railway told by two informants, we try to define mechanisms of distinction for the phenomena of transition perspectives that occur in the accounts: either from oral to written tradition, or the written to oral tradition. Through analyzes that take into account key elements of these traditions we point markers capable of evidencing when transitions occur, the senses of its occurrences and how to show the trends of the narrators to one or another tradition.                                  

 


Texto completo:

PDF


Revista da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa  (PROPESQ/UNIR)

www.propesq.unir.br