CONSTRUÇÕES EDUCATIVAS DO JOVEM NEGRO: UMA ANÁLISE SOBRE A SUBJETIVIDADE

VIVIANE BERNADETH GANDRA BRANDÃO, Vânia de Fátima Noronha Alves

Resumo


Este trabalho consiste em uma discussão teórica sobre as construções educativas do jovem negro, na perspectiva da subjetividade. Desse modo, a temática integra os estudos em relação a educação e a cultura, tendo como hipótese que o processo de formação educativo do jovem negro propicia o seu processo subjetivo no contexto social. Nesse sentido, foi problematizado por meio da seguinte indagação: Como são construídas as práticas educativas do jovem negro considerando a sua subjetividade? Este estudo fundamenta-se metodologicamente em uma revisão bibliográfica fundamentada em leitura intensiva de textos sobre o tema, o que propiciou conhecimentos referente a conjuntura que o jovem negro está inserida, além de compreender as particularidades que cada um vive, o que favorece o processo de subjetivação fundamentado nas práticas educativas.


Palavras-chave


Jovem negro; Práticas educativas; Subjetividade.

Texto completo:

PDF


Periódico com início em 2018.  Avaliação Qualis 2017-2018-  B3
Indexado em: