EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO IMPLICAÇÕES EPISTEMOLÓGICAS

Carlo Filipe Evangelista Raimundo, Antônio Carlos Maciel

Resumo


A educação empreendedora ganhou muita importância nos últimos anos devido a fatores como crise financeira e política, perda de emprego, diminuição do Estado, em suma, falta de políticas públicas estruturantes para o efetivo desenvolvimento do País; e por essa razão tudo que envolve o “empreendedorismo” está “na moda” como nunca antes. Em todo mundo, países mais ou menos desenvolvidos apostam no fomento em iniciativas empreendedoras como a salvação do planeta por intermédio da salvação individual, pregando que o desenvolvimento individual automaticamente proporcionará o coletivo. Nesse sentido este trabalho busca investigar as
principais teorias formuladas em torno do empreendedorismo e da educação empreendedora, principalmente a “pedagogia empreendedora” criada por Fernando Dolabela. Como resultado elaboramos uma “discussão” (embate) teórico com argumentos a favor e contra a implantação da educação empreendedora no currículo nacional do ensino fundamental ao superior, onde os autores favoráveis a consideram fundamental para o desenvolvimento do ser e, a partir disso, de toda sociedade; enquanto os contra temem uma formação generalizada baseada em linhas de pensamento neoliberal, individualista, ideológica, positivista e, dessa forma, alienadora.


Palavras-chave


Educação empreendedora. Desenvolvimento. Formação generalizada. Alienadora.

Texto completo:

PDF


Periódico com início em 2018.  Avaliação Qualis 2017-2018-  B3
Indexado em: