E...QUANDO O PROFESSOR É PORTADOR DE PATOLOGIA RARA?" Pensar é seguir a linha de fuga do voo da bruxa". CONTRIBUIÇÃO SOCIOPOÉTICA NA INCLUSÃO ESCOLAR

Ana Claudia da cruz dias

Resumo


São poucos os estudos sobre a saúde do professor. Este artigo tem a finalidade, o objetivo de divulgar 
conceitos significativos e inovadores, sob a perspectiva da inclusão escolar; do pensamento transformador, desafios
que possam surgir, na contramão do processo político- escolar, onde o educador portador de patologia vai surgindo
na contramão do que entende-se por tradicional, incorporando mudanças as adversidades do processo.
Transformando o cotidiano, em ferramentas criativas, voltadas para o ensino x aprendizagem, possibilitando
dinâmicas de novas nuances de inclusão escolar. Possibilitando nesse cenário novo, desafios investigativos, 
integrando a arte de forma que se possam abordar, discutir e diagnosticar mudanças pragmáticas diante da 
complexidade do tema. Inserindo nesse contexto sociopoético , vertentes sobre indagações, como o que é pensar?e
nesse contexto “seguir a linha de fuga do voo da bruxa” (Deleuse e Guattari) (2010). Assim, os resultados, bem 
como o estudo, tende a ser inovador. Nossas inquietações serão divulgadas para melhorar a qualidade de vida dos 
docentes portadores de patologia rara, no caso, a patologia Angioedema Hereditário, (AEH) e possíveis impactos na 
qualidade da educação e inclusão escolar, possibilitando nesse cenário, a inclusão profissional/ educacional de todos. 
Palavras- Chave: Inclusão Escolar, Angioedema Hereditário, Superação.

Palavras-chave


Inclusão Escolar, Angioedema Hereditário, Superação

Texto completo:

PDF


Periódico com início em 2018.  Avaliação Qualis 2017-2018-  B3
Indexado em: