ASPECTOS DA MORFOSSINTAXE DO GUARANI MBYA

Marci Fileti Martins

Resumo


A língua guarani é membro do ramo I, da família Tupi-Guarani e  compreende algumas variedades faladas na Bolívia, no Paraguai, na Argentina e no Brasil. No território brasileiro é representada por três grandes grupos: os nhandéva (txiripá), os kaiwá (kayová) e os mbyá (mbüá, mbiá) (Rodrigues, 1986:39).

O mbya é o representante mais meridional das variedades do Guarani e, ao mesmo tempo, é o grupo mais disperso: pode ser encontrado, atualmente, em grande parte do território brasileiro (no RS, passando por SC, PR, SP, RJ e ES) assim como no Paraguai e Argentina. Grupos Mbya vivem também na região norte do Brasil e segundo Ladeira (1992), são originárias de um mesmo grande grupo que veio para o Brasil após a Guerra do Paraguai. Separados em grupos familiares, vivem, atualmente, no Pará (município de Jacundá), em Tocantins numa das áreas Karajá de Xambioá e na região centro-oeste onde podem ser encontradas poucas famílias.


Palavras-chave


Família Tupi; Guarani MBYA; Morfosintaxe