Produção de gêneros textuais digitais a partir de contos africanos / Production of digital text genres from african tales

Nidiane Aparecida Latocheski

Resumo


O presente trabalho relata a experiência pedagógica na escola pública Maria Arlete Toledo, em Vilhena. O tipo textual narrativo, conteúdo que compõe o currículo da disciplina de Língua Portuguesa, provoca queixas dos estudantes, principalmente quando são narrativas literárias. Consideram-nas “chatas”, “estanques”, “irrelevantes”. Em entrevistas informais, alunos do 1º ano do Ensino Médio da Escola Maria Arlete Toledo relataram que o ensino dos gêneros textuais narrativos ainda é feito de forma tradicional, limitando-os ao estudo da estrutura narrativa e interpretações sobre o enredo para cumprir atividades avaliativas. Diante disso, foram selecionados contos do livro O segredo das tranças e outras histórias, do escritor contemporâneo Rogério Andrade Barbosa, para trabalhar a fruição dos textos como forma de aproximação da literatura. Assim, desenvolveram o hábito de ouvir e de ler histórias, passaram a ler em pequenos grupos e a discutirem novas formas de interpretação, de releitura e de produção de textos intertextuais. Considerando o importante papel dos gêneros digitais na sociedade contemporânea e a finalidade de aproximar os alunos do estudo do conto, foram propostas análises dos gêneros digitais que propiciam a reflexão ou o humor. A conclusão do trabalho foi transformar os contos em outros textos, parodiá-los ou parafraseá-los com a finalidade de postá-los como textos digitais em uma página na rede social Facebook, possibilitando maior interação entre grupos e turmas, bem como entre os internautas em geral. Tal experiência é o objeto de estudo que evidencia o ensino da leitura e da escrita, realizado de forma prazerosa e produtiva. Para discutir as questões citadas e outras que estão no entorno, as concepções teóricas de Zenilda Ribeiro da Silva, presentes na dissertação de mestrado Os gêneros textuais digitais e o ensino da Língua Portuguesa: o Facebook como ferramenta pedagógica para o desenvolvimento da escrita (2015), servem de apoio para esta pesquisa.

Palavras-chave


livro didático; Ensino Fundamental II; concepção de gramática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.