Livro Didático: amigo ou empecilho / Textbook: friend or hindrance

Isac Barros, Mariana Ranair Aikanã

Resumo


O livro didático é, convencionalmente, um dos materiais mais utilizados nas escolas pelos professores na transmissão do conhecimento para os alunos. Esta pesquisa tem por objetivo analisar os livros didáticos do 6º ano do Ensino Fundamental II, utilizados atualmente por duas escolas estaduais do município de Vilhena-RO. Para a análise selecionamos um capítulo de cada livro, abordamos desde a sua organização estrutural, a utilização de gêneros textuais, e também como discutem o ensino de substantivos, nos livros intitulados Português Linguagens (2015), de William Cereja e Thereza Cochar Magalhães, e Projeto Teláris: português (2015), de Ana Triconi Borgatto, Tereza Bertin e Vera Marchezi. Consideraremos o livro didático sob a perspectiva linguística, trataremos sobre o ensino de substantivos abordados nas seções intituladas “A língua em foco” (CEREJA; MAGALHÃES, 2015) e “Língua: usos e reflexão” (BORGATTO, BERTIN; MARCHEZI, 2015). Nesse sentido, notamos que, apesar de a linguagem ser simplificada e trazer textos adequados para a fase de desenvolvimento da criança, a transmissão do conhecimento dos substantivos, e suas classificações, ainda possuem a concepção normativista predominante, pois esse aprendizado não proporciona ao educando a reflexão sobre a língua e não declara qual a importância do aluno entender sobre o substantivo nessa fase de aprendizagem. Desse modo, acreditamos que os livros didáticos devem ser vistos como instrumentos de apoio durante as aulas e não como aquele que determina o conteúdo e a forma de ensino.


Palavras-chave


livro didático; Ensino Fundamental II; concepção de gramática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.