A eloquência do silêncio literário em Clarice Lispector e sunyata

Igor Rossoni

Resumo


O silêncio no discurso literário de Clarice Lispector se constitui em um dos elementos mais significantes de sua proposta de auto-conhecimento por intermédio da arte. Neste estudo busca-se associá-lo à prática Zen Budista da "Teoria do Vazio" ou "sunyata" visando a estender, entre eles, um eixo similar de atitudes.

Palavras-chave


Clarice Lispector; Zen Budismo; silêncio; sunyata; enunciação; atividade prática; experiência pessoal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.