Por um Ensino multicultural da Amazônia

Nuria Sagué Lopez, Miguel Nenevé, Nair Ferreira Gurgel do Amaral

Resumo


Neste artigo, explora-se a prática de um ensino multicultural que possibilita ao discente ser sujeito, compreendendo a história, o espaço e o tempo como fatores que transformam uma sociedade, rejeitando qualquer forma de preconceito e discriminação, possibilitando, assim, um ensino multicultural para enxergar a heterogeneidade de culturas existentes entre o eu e os outros. Por isso, este trabalho traz uma pesquisa que envolveu trinta professores de língua portuguesa da rede estadual do ensino básico do município de Ariquemes, do estado de Rondônia, região norte do Brasil. A partir de estudos feitos por Peter McLaren, Stuart Hall, Mikhail Bakhtin entre outros, este é um desafio aos docentes pós-modernos, que devem possibilitar um ensino de línguas que compreenda o multiculturalismo capaz de produzir mudanças em toda a sociedade. A concepção dialógica possibilita a construção do conhecimento, tecendo discursos que coletivamente dialogam entre o eu e os outros, construindo uma prática pedagógica crítica e indagadora que respeite o estudante, sua cultura, suas variedades discursivas e seu mundo dentro da história, do tempo e do espaço.


Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes