Relações entre língua e cultura em quadrinhos de humor Análise discursiva sobre a abordagem do humor por livros didáticos de inglês

Ilka de Oliveira Mota

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar os aspectos linguístico-culturais que tecem quadrinhos de humor, observando o modo de sua abordagem por livros didáticos de inglês como língua estrangeira. Para isso, valemos-nos do aparato teórico da Análise de Discurso, estabelecendo interface com as reflexões produzidas por Sigmund Freud sobre o campo da comicidade. Nosso corpus é constituído de livros didáticos de inglês pertencentes à educação básica. Trata-se de livros didáticos produzidos por autores brasileiros que trazem em suas páginas quadrinhos de humor justapostos, em sua maioria, a atividades pedagógicas. Os resultados da análise permitiram compreender que o modo de abordar o humor, pautado no primado da lógica estrutural, apaga os aspectos culturais responsáveis, grande parte, pelos efeitos de comicidade. Esse tipo de abordagem não possibilita que o aluno se inscreva na língua, além de apagar os efeitos cômicos.


Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes