Diálogo: Memória mítica do povo Karo e colonização de Rondônia

Dante Ribeiro da Fonseca, Lucineide Rodrigues Monteiro, Sebastião Kara’yâ Pew Arara, Maria do Socorro Beltrão Macieira

Resumo


O objetivo deste trabalho é verificar o mito cosmogônico de uma narrativa oral indígena da língua Tupi Ramarama do povo Karo, frente ao processo da colonização de Rondônia. Utilizamos como embasamento noções teóricas advindas de escritores como Eliade (1963), Strauss (1978), Menendez (1992), dentre outros. Os resultados encontrados  contribuem para a compreensão da estrutura e função do mito na reorganização identitária dessa sociedade indígena e revela ainda o poder da linguagem como memória de uma face da cultura em diálogo com a História da Colonização. 

Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes