O povo indígena Karitiana: histórias de lutas para sobreviver ao colonizador

Gracilene Nunes da Silva, Miguel Nenevé

Resumo


Neste artigo, intenta-se uma reflexão acerca da colonização do povo indígena Karitiana. Para compreender melhor esse processo, fez-se uma pesquisa do contexto histórico da ocupação e colonização da Amazônia, em especial, de Rondônia. Em seguida, registram-se, através da História Oral de Vida de membros do grupo, dois episódios que representam fielmente a história de lutas desses indígenas para sobreviver ao colonizador. No primeiro, a narrativa é sobre a retomada de terras dos Karitiana; no segundo, narra-se sobre índios que provavelmente ainda vivem isolados em Rondônia e ameaçados pelo povo não-índio. A compreensão dos fatos se dá pela análise e entrelaçamento do contexto histórico e os fatos narrados pelo informante/colaborador. Verifica-se que a história de violência contra a população indígena nesse processo de colonização não é diferente do que aconteceu em épocas mais remotas. Talvez o que tenha sofrido modificações foram os métodos de se praticar essas violências. Hoje, apregoa-se que os indígenas têm direitos tanto quanto o povo não-índio. Contudo, na prática, as terras indígenas continuam sendo invadidas ou sem uma demarcação correta, o que delimita o espaço dos índios. Com isso, lhes falta o alimento, pois não há onde caçar e pescar; negam-lhes boas condições de moradia, saúde, educação adequada, enfim, o povo indígena Karitiana continua na luta contra o colonizador e por dignidade.

Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes