REPRESENTAÇÃO SOCIAL SURDA E OUVINTE: UM OLHAR SURDO SOBRE OS OUVINTES, REFLEXÕES NECESSÁRIAS

Rosiane Ribas de Souza Eler

Resumo


Resumo: Em meio a discussões sobre os possíveis conflitos entre a cultura surda e ouvinte, o presente trabalho objetiva observar qual a visão que esses sujeitos da pesquisa tem do ouvinte. A metodologia utilizada terá o enfoque no comportamento de pessoas surdas do individual para o coletivo, será usado a entrevistas com questões que serão feitas para saber como é olhar que o surdo tem do ouvinte, a partir das respostas individuais, serão ajustados à Metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo, que é partindo do individual descobrirmos qual o discurso comum a esse grupo. Será abordado a visão de Gladis Perlin sobre as diversas formas de ouvintismo presente no meio social que os surdos convivem. A questão histórica e cultural de domínio ouvinte como maioria linguística sob a minoria, no caso os surdos. Como resultado verificou-se a importância da língua de sinais na constituição do sujeito surdo, suas lutas e dificuldades frente a hegemonia ouvinte, que pela falta de conhecimento negligenciam esse público, pelo fato de desconhecerem como os surdos aprendem, se organizam em sociedade, e sua diferença ao ver o mundo marcada pela experiência visual.


Palavras-chave


Surdo. Ouvinte. Cultura. Representações.

Texto completo:

PDF