NO/PELO DISCURSO DO COLONIZADOR ENIO PIPINO, A FUNDAÇÃO DE SENTIDOS SOBRE GLEBA CELESTE EM MATO GROSSO

Leandro José do Nascimento, Cristinne Leus Tomé

Resumo


Este artigo discute como as práticas discursivas do empresário Enio Pipino fundaram sentidos sobre o projeto de colonização particular Gleba Celeste, criado em uma área superior a 600 mil hectares no norte de Mato Grosso e responsável pela criação das cidades de Vera, Sinop, Santa Carmem e Cláudia. A pesquisa utiliza como corpus de análise recortes da entrevista, concedida por Enio Pipino ao Museu da Imagem e do Som de São Paulo, em 1982, integrando o projeto Memória da Amazônia. A Análise de Discurso Materialista Histórica, a partir dos pressupostos de Michel Pêcheux e Eni Orlandi, subsidiam as amarras teóricas necessárias à pesquisa. No/pelo discurso de Enio Pipino a Gleba Celeste é inserida ao escopo de iniciativas exitosas pró-migração rumo à Amazônia mato-grossense. Considera-a como um instrumento capaz de estimular o fluxo migratório e oferecer condições onde o migrante fixa-se, viva e se desenvolva.


Palavras-chave


Análise de Discurso. Práticas Discursivas. Gleba Celeste. Enio Pipino.

Texto completo:

PDF