Circulações e detenções: dos casos eventuais a uma categoria de governo

ROSA CAVALCANTI RIBAS VIEIRA

Resumo


Buscando apresentar uma crítica à "narrativa padrão" a respeito da mobilidade haitiana no Brasil, o texto discute eventos pouco abordados que ocorreram em março de 2010 no Mato Grosso do Sul. O intuito é tratar de ações e reações com relação ao trânsito de algumas pessoas vindas do Haiti para apresentar brevemente o uso específico de racionalidades e regimes de representação num período em que a presença destes estrangeiros no país era temporária e passageira. Mas antes de tomar este momento em descontinuidade com os anos seguintes, quando os “haitianos” se tornaram uma categoria de governo, serão identificadas também conexões. Acredita-se que discutir outras histórias, incluindo múltiplos eventos e atores, pode evitar uma história linear e simplificadora que reifica o estado e essencializa o migrante. 

Palavras-chave


mobilidades haitianas;controle;Brasil

Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes