Multiculturalismo folclórico e/ou multiculturalismo crítico: o que pratica a escola?

Márcia Ângela Patrícia, Nair F. Gurgel do Amaral

Resumo


O presente artigo é fruto de uma pesquisa realizada em uma escola da rede municipal de ensino de Ariquemes, Rondônia, com o objetivo de averiguar que tipo de multiculturalismo pratica a escola a partir da percepção dos professores e da coordenação pedagógica. Buscou-se compreender como os professores lidam com a questão da diversidade e a diferença na sala de aula, tendo como norte os pressupostos teóricos do multiculturalismo apontados por Moreira e Candau (2003, 2007), Pereira (2004), Santomé (1995), Mclaren (2007), sendo este último precursor dos estudos sobre o multiculturalismo crítico, o que possibilitou averiguar o processo e os fenômenos encontrados na relação aluno-aluno, professor-aluno e aluno e funcionários dessa escola. Os resultados revelam mais distanciamentos do que aproximações ao multiculturalismo crítico, preponderando o multiculturalismo folclórico no sentido político, filosófico e pedagógico.


Palavras-chave


Multiculturalismo. Multiculturalismo Crítico. Multiculturalismo Folclórico. Formação de professores. Prática Pedagógica.

Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes