Colonização e descolonização em diaruí, um olhar sob a perspectiva do indígena

Aline de Gregório Alves Borges

Resumo


 

 O presente artigo tem como objetivo principal ser ponto de partida para futuras considerações a respeito do tema pós-colonialismo em romances históricos, bem como analisar resquícios do colonialismo e traços pós-coloniais na obra do amazônida Antônio Cândido da Silva, Diaruí, sob a perspectiva do indígena. O artigo foi redigido com base em pesquisas bibliográficas, e autores como Aimé Césaire (2010), Edward Said (2007), Frantz Fanon (1968 e 2008), Mary Louise Pratt (1999), Homi Bhabha (1998) Peter Burke (1992), Thomas Bonnici (2000), entre outros, são importantes aportes teóricos para fomentar a discussão sobre a obra ficcional como elemento legítimo para reflexão e revisão da história. Argumento que Antônio Cândido da Silva, através de seu romance, conduz o leitor a revisitar fatos históricos sob o ponto de vista dos indivíduos que sofreram o processo de colonização – os índios, em específico –, e que não tiveram vez ou voz para expressarem sua visão sobre os fatos.


Palavras-chave


Romance Histórico-Novo Historicismo-Pós-colonialismo-Diaruí.

Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes