À Margem Do Cânone: História E Produção Do Movimento Dos Escritores Independentes De Pernambuco

Maria Elizabete Sanches

Resumo


Em Altas literaturas, Leyla Perrone Moisés nos lembra que no âmbito do catolicismo o cânone adquiriu o sentido de uma "lista de santos reconhecidos pela autoridade papal" que "por extensão passou a significar o conjunto de autores literários reconhecidos como mestres da tradição" (1988, p.61) o que, sem dúvida, norteou os estudos literários no Brasil até bem pouco tempo, logrando ao esquecimento uma rica produção literária ignorada por essa visão colonialista norteadora dos estudos acadêmicos desenvolvidos em nossas universidades. Estudar esta produção, a maneira como se comportavam os poetas nos anos 1980 em relação ao cânone estabelecido, com recorte específico no Movimento dos escritores Independentes de Pernambuco e em sua história é o que se pretende neste trabalho, levando-se em consideração as suas relações com a cultura nordestina e seu programa de ação, datado de 1981, início da chamada "Década perdida" como ficou designada a geração da época pela crítica mais conservadora e tradicionalista.

Texto completo:

PDF


INDEXADORES

Logo Latindex    

Logo DIADORIM

contador de visitantes