Direitos humanos, política penal e segurança pública: uma avaliação preliminar do encarceramento em Rondônia entre 2007 e 2017

Rodolfo Jacarandá, Laís Von Dollmger Machado, Laís Von Dollmger Machado

Resumo


O artigo tem o objetivo de apresentar os dados sobre o aumento do encarceramento no estado de Rondônia entre 2007 e 2017. A pesquisa que deu origem ao trabalho analisa dados do encarceramento e da criminalidade em todos o país, mais especificamente nos estados da Amazônia Ocidental – Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima. A finalidade é compreender as relações de associação entre o aumento do encarceramento e o aumento da criminalidade observada em grande parte do Brasil, sobretudo nos estados amazônicos.

Palavras-chave: Encarceramento – Criminalidade – Amazônia Ocidental – Rondônia


Texto completo:

PDF

Referências


ANISTIA INTERNACIONAL. Informe 2017/2018 – O Estado dos Direitos Humanos no Mundo. Londres: Amnesty International Ltd. 2018.

BRASIL, Fórum Brasileiro de Segurança pública. Infográfico sobre Consciência Negra. Disponível em Acesso em 7 fev. 2019.

CAMPELO, Lilian. Norte e Nordeste concentram 90% das mortes de ativistas de direitos humanos em 2016. In: Brasil de Fato. Disponível em Acesso em 7 fev.2019

CHADE, Jamil. ONU cobra resposta do Brasil sobre mortes no campo. In: Estadão. Disponível em Acesso em 07 fev. 2019.

COMITÊ. COMITÊ BRASILEIRO DE DEFENSORAS E DEFENSORES DE DIREITOS HUMANOS. VIDAS EM LUTA: Criminalização e violência contra defensoras e defensores de direitos humanos no Brasil. Curitiba: Terra de Direitos, 2017.

FBSP. Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2018. Relatório. Números em Excel. São Paulo, 2018.

FBSP. Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2017. Relatório. Números em Excel. São Paulo, 2017.

FBSP. Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2016. Relatório. Números em Excel. São Paulo, 2016.

FBSP. Em 5 anos, polícia brasileira matou em média 6 pessoas por dia, diz estudo. https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/11/1545847-em-5-anos-policia-brasileira-matou-em-media-6-pessoas-por-dia-diz-estudo.shtml; Acessado em 11 de fevereiro de 2019.

INFOPEN/DEPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias - INFOPEN Mulheres, 2ª edição. Brasília: Ministério da Justiça e Segurança Pública; Departamento Penitenciário Nacional, 2018. 79 p.

INFOPEN/DEPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias: INFOPEN – Atualização Junho de 2016. Brasília: Ministério da Justiça e Segurança Pública; Departamento Penitenciário Nacional, 2017.

INFOPEN/DEPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias: INFOPEN – Atualização Junho de 2016. Brasília: Ministério da Justiça e Segurança Pública; Departamento Penitenciário Nacional, 2016.

INFOPEN/DEPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias: INFOPEN – Atualização Junho de 2016. Brasília: Ministério da Justiça e Segurança Pública; Departamento Penitenciário Nacional, 2014.

IPEA/FBSP. Atlas da Violência 2018. Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, Brasília, 2018.

ITTC. Novo Relatório Publicado Pelo Instituto De Pesquisa Em Política Criminal Mostra Que Mais De 714 Mil Mulheres E Meninas Estão Presas Em Todo O Mundo. In: ITTC. Disponível em Acesso em 7 fev. 2019

EISEN, Lauren-Brooke; CHETTIAR, Inimai. The Reverse Mass Incarceration Act. The Brennan Center for Criminal Justice at New York University School of Law, 2015.

EISEN, Lauren-Brooke; CHETTIAR, Inimai. A Federal Agenda to Reduce Mass Incarceration. The Brennan Center for Criminal Justice at New York University School of Law, 2017.

EISEN, Lauren-Brooke; CULLEN, James. Update: Changes in State Imprisonment. The Brennan Center for Criminal Justice at New York University School of Law, 2017.

LAGO, Natália Bouças do. Mulheres na prisão: Entre famílias, batalhas e a vida normal. Tese (Mestre em Antropologia) – Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade Federal de São Paulo. 2014.

MADEIRO, Carlos. Em 5 anos, Brasil vai de 5º a líder da América do Sul em nº de presos por habitante. In: Uol Notícias. Disponível em: < https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/01/22/em-5-anos-pais-vai-de-5-a-lider-em-presos-por-habitante-da-america-do-sul.htm>. Acesso em: 07 fev. 2019

SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE. Mapa do Encarceramento: Os jovens do Brasil. Brasília: 2015. Disponível em: Acesso em: 11 fev. 2019.

SEJUS. Número de pessoas presas em Rondônia. Relatório. Rondônia, 2017.

TCE/RO. TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA, Secretaria Geral de Controle Externo. Relatório Conclusivo da Auditoria Operacional: Sistema Prisional do Estado de Rondônia. Porto Velho: 2017.

VELASCO, Clara, CAESAR, Gabriela, REIS, Thiago. Cresce número de pessoas mortas pela polícia no Brasil; assassinatos de policiais caem. In: Monitor da Violência. Disponível em Acesso em 7 fev. 2019.

VILELA, Fabiano. Brasil é país das Américas que mais mata defensores de direitos humanos. In: Jornal Hoje. Disponível em: < http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2017/12/brasil-e-pais-das-americas-onde-mais-se-mata-defensores-de-direitos-humanos.html > Acesso em 7 fev. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.