Considerações sobre a causação descendente: um problema difícil

Daniel Luporini de Faria, Helena da Silva Souza

Resumo


No presente artigo pretendemos avaliar criticamente o difícil problema da causação descendente. Mediante análise das propostas filosóficas de resolução do problema oferecidas por Kim, Searle, Davidson e Bunge, argumentaremos que pouco se avançou no que tange ao problema de que a mente poderia causar alterações no plano físico da realidade. Dito isso, pensamos que uma possível resposta ao problema poderia vir das neurociências, em especial, dos experimentos de Benjamim Libet, que sugere que antes de todo evento dito mental, uma enxurrada de atividades cerebrais acontecem, e que não seriam provocadas por eventos mentais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.