LEKÒL LA: AS CRIANÇAS HAITIANAS E A INSERÇÃO ESCOLAR NA REDE PÚBLICA EM PORTO VELHO-RO

Maquézia Suzane Furtado dos Santos, Marília Lima Pimentel Cotinguiba

Resumo


O presente estudo buscou analisar como se deu o processo de inserção e escolarização de crianças haitianas em três escolas da capital rondoniense, vindas com seus pais ou responsáveis do país caribenho, após a entrada em massa desses imigrantes no país, a partir do ano de 2010. O objetivo foi identificar, descrever e refletir acerca dos processos de inserção e permanência escolar adotados por escolas públicas do ensino fundamental. O recorte abrangeu três instituições de ensino fundamental, localizadas na área central da cidade, próximas de bairros nos quais esses imigrantes se concentravam. O estudo de abordagem qualitativa foi desenvolvido a partir dos referenciais teóricos-metodológicos encontrados nos conceitos de relativismo-cultural e da observação participante. Os instrumentos de coleta de dados foram as entrevistas abertas, a observação em ambientes escolares e sociais e a participação em organização de aulas de português e de reforço para esses sujeitos. Os dados indicam a necessidade de capacitação para os professores e demais funcionários para um melhor acolhimento desses estudantes, além de políticas públicas mais abrangentes. Nesse sentido, ações concretas do poder público aliadas à capacitação continuada da equipe pedagógica a respeito dos processos migratórios é essencial para que a inserção, o ensino, a aprendizagem e a permanência dessas crianças nas escolas públicas brasileiras tenham êxito.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36026/rpgeo.v6i1.4242

INDEXADORES E BASE DE DADOS:

                                    

 

         

  

 

APOIO:

  

Revista Presença Geográfica (RPGeo): ISSN 2446-6646