ESCOLA RURAL NO SÉCULO XXI: RESPEITO AOS ELEMENTOS DA NATUREZA ATRAVÉS DO AMBIENTE VIVIDO

Danúbia Zanotelli Soares, Maria das Graças Silva Nascimento Silva

Resumo


O presente estudo tem por objetivo apresentar as percepções subjetivas acerca do ambiente vivenciado por 20 estudantes do ensino fundamental da zona rural da escola municipal 22 de Abril, localizada no Município de Monte Negro, Rondônia-Brasil. Na paisagem rural encontramos não somente as características físicas dos lugares onde os educandos vivem, mas também a história da comunidade através das modificações empreendidas sobre o lugar, as atividades econômicas resultantes desse processo e as relações sociais entre os sujeitos que ocupam o espaço geográfico. Diante disso, a partir da metodologia de história oral proposto por Meihy (2005) e do método fenomenológico proposto por Gaston Bachelard (1993) buscamos analisar o espaço que os discentes habitam, levando em consideração os problemas ambientais presentes nesses meios e o respeito aos elementos da natureza, resultante do entendimento do meio ambiente como essencial a sobrevivência humana. A escolha pela entidade de ensino municipal se deve pelos projetos que visam à melhoria do ambiente físico escolar, que por meio de ações conciliam reutilização de materiais recicláveis e a construção de áreas de lazer e estudo, demonstrando respeito à natureza e seus recursos, apontando para a necessidade da preservação e uso sustentável do meio ambiente, promovendo educação ambiental. Salutar refletir sobre a educação rural que proporcione aprendizagem voltada as necessidades da população em que atende para além dos conteúdos programados em cada componente curricular, o que nos permite afirmar a premência da observação dos anseios da população onde a unidade de ensino está inserida. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36026/rpgeo.v6i1.4240

INDEXADORES E BASE DE DADOS:

                                    

 

         

  

 

APOIO:

  

Revista Presença Geográfica (RPGeo): ISSN 2446-6646