A PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL E SUA RELAÇÃO COM O DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA

Mariana Soares Domingues Domingues, Célio BERMANN, Sidneide MANFREDINI,Sidneide

Resumo


A fronteira agrícola brasileira está avançando para o interior do país desde adécada de 1970. A princípio expandiu-se sobre o Cerrado e a região Centro-Oeste, comestímulo governamental barateando terras e valorizando a criação de gado bovino e ocultivo de grãos, como a soja. Atualmente, essas atividades dirigem-se gradativamente nosentido norte, ampliando-se sobre a Floresta Amazônica. O país tem destaque mundialcomo maior exportador e segundo maior produtor de soja no mundo e a expansão dessecultivo está sendo associada diretamente com o desmatamento da Floresta Amazônica, pormeio de latifúndios monocultores e controlados por grandes empresas transnacionais. Esteestudo analisa o avanço da cultura da soja no norte do estado de Mato Grosso, no período1984-2009, por meio da interpretação de imagens de satélite, e sua relação com odesmatamento da Floresta Amazônica. Como resultado, apresenta-se três mapas de uso dosolo da área de estudo. A análise dos mapas permitiu verificar que o desmatamento recenteda floresta está sendo promovido pela atividade pecuária, e os solos descampados eerodidos do pasto têm sido usados com a cultura de soja. Ou seja, a soja estabelece-se emáreas antes degradadas pelo gado e não diretamente sobre as áreas de floresta desmatada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36026/rpgeo.v1i1.2308

INDEXADORES E BASE DE DADOS:

                                    

 

         

  

 

APOIO:

  

Revista Presença Geográfica (RPGeo): ISSN 2446-6646