Expectativas dos acadêmicos e os desafios dos professores de Libras no ensino superior

Evelline Cristhine Fontana, Eliziane Manosso Streichen

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar as expectativas dos acadêmicos de Educação Física em relação à disciplina de Libras contracenando com a realidade revelada por professores que ministram essa disciplina no Ensino Superior. Trata-se de um estudo com caráter bibliográfico e qualitativo. Os dados foram coletados por meio de um questionário aplicado para dois grupos: um composto por 86 acadêmicos(as) de Educação Física; outro formado por sete professores (surdos e ouvintes) ministrantes da Libras. Por um lado, a pesquisa traduz as intenções de aprendizagem dos universitários ao apontarem a importância da Libras para trabalhar na educação inclusiva; por outro, demonstra os desafios enfrentados pelos professores, os quais precisam ensinar, além da língua de sinais e sua gramática, outros conteúdos, com uma carga horária insignificante, destinada à Libras nos cursos de formação de professores. As reflexões foram realizadas com respaldo em Almeida e Vitaliano (2012), Cruz e Glat (2014), Mercado (2012), Guarinello et. al.(2013), entre outros.

Palavras-chave


Formação de professores; inclusão; surdo

Texto completo:

PDF


RE-UNIR - Revista do Centro de Estudos da Linguagem da Fundação Universidade Federal de Rondônia- ISSN 2594-4916

Indexadores:

   

 

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.