PRODUÇÃO ASSOCIADA: NÓS SONHAMOS E CONCRETIZAMOS O SONHO

Lirian Keli dos Santos, William Kennedy Amaral Souza, Edson Caetano

Resumo


A presente pesquisa tem como ponto de partida a reflexão sobre a produção associada na Comunidade Tradicional Imbê-MT. Buscamos compreender o processo da produção associada como uma estratégia que questiona a lógica capitalista, apesar de estar inserida na mesma. Para o desenvolvimento da análise nos utilizamos do materialismo histórico e partimos da categoria “Trabalho”, baseada no arcabouço teórico de Marx. A pesquisa demonstrou que é mediante o trabalho que homens e mulheres constroem/produzem as suas vidas concretamente. Neste estudo optamos pela metodologia de pesquisa qualitativa. Os dados foram coletados por meio da observação direta das práticas cotidianas dos indivíduos envolvidos na comunidade. Utilizamo-nos de entrevistas (semiestruturadas) individuais gravadas, procurando destacar questões relacionadas às histórias de vida dos trabalhadores e das trabalhadoras da comunidade Imbê. A análise mostrou que o trabalho associado não surgiu unicamente como meio de criar postos de trabalho, mas sim um meio de viver dignamente na terra em que escolheram. No entanto, se ampliarmos o nosso olhar, percebemos que no transcorrer do processo esse objetivo foi ultrapassado, pois, além de estratégia de sobrevivência material, as iniciativas são uma forma de contestação às relações de trabalho subordinadas ao capital.

Palavras-chave


trabalho, produção associada, comunidade tradicional Imbê

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR