ACIDADE TRESPASSADA PELO OLHAR DELIRANTE DO FLÂNEUR EM ROBERTO PIVA

Ramon Guillermo Mendes

Resumo


O presente trabalho busca analisar alguns trechos poéticos da obra Paranóia, lançada originalmente em 1963, pelo poeta paulistano Roberto Piva. Empreendemos nesse breve estudo perceber a crítica à cidade, enquanto ápice da modernidade e da civilização humana racional, através do olhar daquilo que Walter Benjamin (1986) denominou flâneur.

Palavras-chave


Roberto Piva, Poesia, Cidade

Texto completo:

PDF