A MARMITA DOS AFETOS: HISTÓRIA, CULTURA E SENSIBILIDADES

Robson Victor da Silva Araújo

Resumo


O trabalho propõe uma análise da obra Marcovaldo ou As estações na cidade do escritor Ítalo Calvino, estabelecendo a relação possível entre história e literatura. O livro narra a história de um operário pobre da cidade industrial que procura alívio para sua realidade inóspita criando fantasias românticas e utópicas sobre a realidade, a cidade e a natureza. Nos interessa refletir sobre a relação necessária entre afetos e cultura, entendendo as sensibilidades como condição inevitável da humanidade. Nosso interesse, tendo como mote o texto de Calvino, A marmita, será o de efetuar a análise rigorosa do sentido ambivalente das contradições objetivas presentes nas angustias do homem  do século XX.

 

Palavras-chave: Ítalo Calvino, literatura italiana, utopia.


Texto completo:

PDF