ANTICOMUNISMO, HISTÓRIA E LITERATURA DE CORDEL

Daniel Alves dos Santos

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre a relação entre a Literatura de Cordel e o Anticomunismo a partir de dois folhetos escritos pelo Poeta Cordelista Rodolfo Coelho Cavalcante. Considerando o Anticomunismo como combate às teorias e práticas de orientação marxista-leninista propostas a partir da Revolução Bolchevique de 1917, e num diálogo entre História e Literatura, pôde-se observar que, assim como na religião, imprensa e produção acadêmico-literária, houve, na Literatura de Cordel, quem assumisse o papel de combate ao “perigo vermelho” aqui no Brasil. Pode-se observar que esse Poeta, em sua prática/escrita, reforçou estereótipos de negatividade em relação ao Comunismo, bem como enfatizou a necessidade de combatê-lo.  


Palavras-chave


Nordeste. Literatura de Cordel. História. Anticomunismo.

Texto completo:

PDF