Diversidade sociocultural e relações de poder no Brasil

Daniele Severo da Silva, Sérgio Luiz de Souza

Resumo


Neste artigo objetivamos apresentar reflexões provenientes de nossas pesquisas sobre relações sócio-étnico-raciais, diversidade, alteridade e poder na sociedade brasileira. Neste sentido, nos pautamos em dados do contexto sociopolítico brasileiro ao longo do século XX e décadas recentes para orientar nossas elaborações. Questionamos sobre a relevância do racismo, da misoginia e do elitismo na dinâmica social brasileira, no que diz respeito à desigualdade e ao autoritarismo expresso nas diversas formas de violência atuadas por agentes públicos e privados nos mais variados contextos, principalmente contra mulheres, negros, indígenas e pobres em geral. Neste sentido, procuramos empreender interpretações a respeito das contradições presentes entre, por um lado, os projetos políticos dos grupos hegemônicos na estruturação dos espaços urbanos e estabelecimento de lógicas institucionais fundados em uma perspectiva de modernidade homogeneizante de base etnocêntrica, misógina, racista e elitista e, por outro lado, a realidade social constituída pela diversidade étnico-racial, de gênero e de classe, realidade esta constituinte das referências orientadoras das formas de vida e projetos políticos dos diferentes grupos e classes sociais.


Palavras-chave


dinâmica social, alteridade, relações étnico-raciais, relações de classe, poder.

Texto completo:

PDF