O RETRATO DO COLONIZADOR EM RONDON: POR UMA DESCOLONIALIDADE AMAZÔNICA

Eduardo Augusto Melo de Santana Júnior

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar o processo de colonização da Amazônia ocidental, nas terras que deram origem ao Estado de Rondônia, tendo como referência de análise a teoria crítica pós-colonial, a partir de autores como Albert Memmi e Aimé Césaire. O trabalho em questão, leva em consideração a atuação de Cândido Mariano da Silva Rondon, como personagem central e representativo do processo colonizador a partir da criação da Comissão Rondon e dos projetos de colonização nessa região da Amazônia. Pretende mostrar o retrato do colonizador, na figura de Rondon, motivado pelo ideal de civilização, orientado pela doutrina positivista bem como a influência dos militares na colonização rondoniense. Além dos estudos pós-coloniais, está presente neste artigo o conceito do giro decolonial, desenvolvido pelo Grupo Modernidade/Colonialidade, que interpreta o pós-colonialismo a partir da perspectiva latino-americana, a fim de se entender o processo civilizatório e colonizador em Rondônia e suas peculiaridades culturais na sociedade rondoniense.


Palavras-chave


Colonização, pós-colonialismo, Rondon

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR