SKANDALA E A FALÁCIA DO MAL MENOR DE ARENDT DESDE AS FÁBULAS "A OVELHA NEGRA" E "O MONÓLOGO DO MAL", DE AUGUSTO MONTERROSO. UMA LEITURA TRANSDISCIPLINAR

Marcus Vinicius Xavier de Oliveira

Resumo


O presente trabalho, que segue a forma de ensaio, objetiva, desde uma perspectiva transdisciplinar, ler duas fábulas do escritor hondurenho Augusto Monterroso – A Ovelha Negra e O monólogo do mal – como chaves de interpretação para dois conceitos de Hannah Arendt – skandala e a falácia do mal menor -. Nesse sentido, o presente trabalho busca, através de uma interlocução entre literatura latino-americana, filosofia política e direito, compreender o atual momento em que vige, sem qualquer constrangimento, uma pedagogia do medo, cujo principal objetivo é derrocar, desde as próprias bases da sociedade contemporânea, os institutos forjados sobre os direitos humanos e a democracia.

Palavras-chave


Transdisciplinariedade, Literatura-Filosofia-Direito, Pedagogia do Medo, Falácia do Mal Menor, Direitos Humanos e Democracia

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR