HERMENÊUTICA TRÁGICA DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA: ALGUMAS NOTAS TEÓRICAS

Emerson José Sena da Silveira

Resumo


Este artigo objetiva refletir sobre a relação entre a intolerância religiosa e a crença, enquanto ato de crer, a partir da hermenêutica trágica. Como entender as violências cometidas em nomes divinos na contemporaneidade? Baseado em metodologia qualitativa, com análise crítica, o texto questiona os sequestros semânticos que tornaram a ideia de crença e de crer como possuidoras de uma natureza intrinsecamente positiva e iluminista. Em outras palavras, o presente texto propõe que a crença e o ato de crer, ao contrário, do que se pensa, possuem uma tendência a denegar a realidade subjetiva e objetiva, substituindo-as por uma concepção idealizada do real. O antídoto contra a intolerância, na perspectiva de uma hermenêutica trágica, é a dúvida e a não-crença, entendidas como escuta e simpatia pelas vozes da alteridade e da diferença religiosas.


Palavras-chave


Intolerância religiosa. Crença. Hermenêutica Trágica.

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR