A BAGACEIRA : UMA ANÁLISE CONTEXTUAL DA OBRA NA HISTÓRIA LITERARIA BRASILEIRA

Victor Soares Lustosa

Resumo


Considerado o romance de estreia do "Romance de 30", A Bagaceira, do escritor paraibano José Américo de Almeida, traz consigo múltiplos significados. A obra se insere em vários universos de análise: literária, sociológica, psicológica, histórica e política. O presente texto busca compreender A Bagaceira no contexto o qual se insere: um Brasil que buscava se situar no mundo enquanto país civilizado e, por isso, atento às transformações e inovações – sobretudo artísticas e científicas – que aconteciam nos países-modelo desse ideal civilizatório ocidental. Um país, no entanto, repleto de embates: norte-sul, modernismo-regionalismo, técnica-natureza, tradição-inovação, entre outros. A ênfase do presente trabalho recai sobre trajetória do autor, a recepção da obra e o significado que ela adquire junto aos principais críticos da época.


Palavras-chave


A Bagaceira; Modernismo; Regionalismo; Romance de 30

Texto completo:

PDF