AUTOR DE LIVRO DIDÁTICO: SENTIDOS EM CONSTRUÇÃO

Adriana Soares Ralejo

Resumo


Os livros didáticos têm se destacado nas pesquisas acadêmicas devido ao seu papel de grande importância e complexidade na produção do conhecimento histórico escolar e no processo de ensino-aprendizagem. Em meio a esses estudos, destaca-se a investigação sobre a produção deste. Este artigo tem como objetivo discutir as concepções de autoria de livros didáticos entendendo a complexidade do processo de produção de uma obra e os sujeitos que estão nele envolvidos. Para isso, o conceito de “autor” passa a ser problematizado, entendendo que diversos sentidos lhe podem ser atribuído de acordo com o contexto sócio histórico ao qual está submetido. Além do sentido do que é o autor propriamente dito, foi realizado um esforço teórico de compreender como se constitui a especificidade de autoria de livros didáticos, considerando que existem semelhanças e diferenças da produção de obras científicas e literárias. Essa discussão foi estabelecida através de um diálogo teórico com pesquisadores do campo da filosofia, linguagem, história cultural e das representações, currículo e didática. Defendendo a valorização dos sujeitos como produtores de conhecimento, busca-se compreender a atuação do autor do livro didático em um lugar de trocas e negociações que envolvem demandas externas e internas e relações de poder que participam da produção do conhecimento histórico escolar.

Palavras-chave


livro didático; autor; currículo; conhecimento histórico escolar; sujeito

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR