O POSITIVISMO COMO PROJETO POLÍTICO: O caso de Pernambuco e o Rio Grande do Sul (1875-1889)

Flávia Braga

Resumo


O positivismo, além da sua vertente filosófica, teve uma orientação política voltada pela defesa de uma Ditadura Republicana. No Brasil imperial, apenas duas províncias voltaram-se para esse projeto político antiliberal: Pernambuco e o Rio Grande do Sul. Mais do que uma mera semelhança doutrinária, membros de ambos os movimentos políticos estabeleceram uma aliança paralela e concorrente ao domínio de Quintino Bocaiúva no plano nacional. Este artigo buscou trabalhar a estrutura de ambos os movimentos, buscando neste momento inicial, estabelecer quais pontos de semelhança e divergência podem servir para entender de que maneira o positivismo se adaptou às diferentes realidades locais brasileiras sem, no entanto, serem completamente estranhas entre si.

Palavras-chave


República; Positivismo; Pernambuco; Rio Grande do Sul

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR