PLANTAR, COLHER E COMER: VIDA COTIDIANA, ALIMENTAÇÃO E CAMPESINATO EM DEBATE

Gustavo Henrique Cepolini Ferreira

Resumo


Este artigo apresenta uma releitura da obra – Plantar, colher e comer: um estudo sobre o campesinato goiano de Carlos Rodrigues Brandão publicada em 1981. Nesse sentido, apresenta-se alguns trechos da referida obra em diálogo com os aspectos cotidianos que marcam a vida do campesinato, que mesmo quando expropriado da terra carrega consigo marcas significativas da labuta no campo nas dimensões simbólicas, culturais, naturais e espaciais. Essas marcas e trajetórias cotidianas estão em partes presentes mesmo durante a migração e a vida nas cidades. Por isso, busca-se apresentar e estabelecer essas relações no bojo da memória do campesinato e sua intrínseca relação com a vida cotidiana por meio da alimentação.   

 


Palavras-chave


Memória; História Oral; Campesinato; Alimentação; Vida Cotidiana.

Texto completo:

PDF


Resultado de imagem para PROPESQ UNIR